Porque e quando castrar seu animal

Saiba porque você deve castrar seu animal e quando

Saúde

Castrar um cão ou gato é mais do que uma questão de reprodução: é uma questão de saúde. Castrando o seu animal você está prolongando a vida dele.

A principal doença reprodutiva das cadelas, e o tumor mais comum em cadelas sexualmente intactas, é o tumor de mama. Ele é o segundo tumor mais freqüente em cadelas e o terceiro mais comum em gatas. É provado que a sua incidência cai para 0,5% quando a cadela é castrada antes do primeiro cio. Já nas gatas, a ocorrência de tumor de mama é sete vezes maior em fêmeas não castradas do que naquelas castradas.

Além dos tumores de mama, a castração precoce previne diversas outras doenças relacionadas ao sistema reprodutor, tanto em machos quanto em fêmeas, como por exemplo, a Piometra – Complexo Hiperplasia Endometrial Cística, doença que se não for tratada a tempo pode levar à morte.

 

Mentiras comuns sobre a castração

Há varias idéias falsas sobre os efeitos da castração nos cães. Conheça as mais comuns:

 “Cão castrado é mais propenso a problemas de saúde.”

FALSO: a probabilidade de pegar doenças não aumenta com a castração. Pelo contrário: a retirada do útero e dos ovários, ou testículos, acaba com a possibilidade de infecções e tumores naqueles órgãos, e de complicações ligadas à gravidez e ao parto. Sem acasalamentos, as doenças sexualmente transmissíveis deixam de representar risco.

 

 “Acasalar deixa o cão emocionalmente mais estável.”

FALSO: dependendo das disputas, o acasalamento pode até causar instabilidade emocional.

 

 “A fêmea precisa ter pelo menos uma cria.”

FALSO: ter uma cria não acrescenta saúde ao animal e sim mais animais ao problema. Pesquisas mostram que, quanto mais cedo for realizada a castração, menores as chances da fêmea desenvolver câncer de mama.

 

A falta de prática sexual causa sofrimento.”

FALSO: o que leva o cão à iniciativa de acasalar é exclusivamente o instinto de procriar, e não o prazer nem a necessidade afetiva. O sofrimento pode atingir machos não castrados. Por exemplo, se vivem com fêmeas e não podem cruzar, ficam mais agitados, agressivos, não comem e perdem peso.

 

 “Castrar reduz a agressividade do cão de guarda.”

FALSO: a agressividade necessária para a guarda é determinada pelos instintos territoriais e de caça e pelo treinamento, sem ser alterada pela castração. A dominância e a disputa sexual criam oportunidades para o cão usar a agressividade que tem, mas não são as causas dela.

 

Castração faz o cão engordar.”

FALSO: o animal não engorda devido à castração e sim pela diminuição de suas atividades físicas, necessitando, portanto, de mais exercícios.

 

Vantagens da castração

  • Diminui drasticamente o risco de doenças nas vias uterinas e, principalmente, do câncer de mama, útero, próstata e testículos. Ideal é a castração de fêmeas antes do primeiro cio.
  • Elimina a “Gravidez Psicológica”, estado presente em algumas fêmeas após o término do cio, o que ocasiona aumento das mamas (muitas vezes com edema) com produção de leite e irritabilidade excessiva;
  • Elimina o risco do câncer dos órgãos genitais, entre eles o TVT (Tumor Venéreo Transmissível) que é transmitido através da relação sexual, tratado por meio de quimioterapia;
  • Diminui o risco das fugas e brigas, que podem acarretar acidentes graves e até fatais, além de feridas profundas e transmissão de doenças;
  • Acaba com os latidos, uivos e miados excessivos que ocorrem por ocasião do cio;
  • Elimina os estados de excitação por falta de cruzamentos;
  • Nas cadelas, elimina a inconveniente perda de sangue no período de cio, assim como as desagradáveis reuniões de machos na porta de sua residência;
  • Diminuiu o hábito dos machos (cães e gatos) de urinar em paredes e móveis para marcar território. A urina também perde o odor forte e desagradável.

 

Um estudo feito em cães machos pelo Veterinary Medical Teaching Hospital, da Universidade da Califórnia, em conjunto com a Small Animal Clinic, da Universidade de Michigan, garante que a cirurgia de castração, em grande parte dos casos, cessa o comportamento indesejado, obtendo-se uma rápida solução. Em outros casos, quando os maus-hábitos são mais arraigados, a correção demorou um tempo maior por exigir também um trabalho de reeducação do cão. No caso das fêmeas, as vantagens já foram citadas acima, como a significativa redução do desenvolvimento do câncer do aparelho reprodutor (câncer de mama, câncer no útero, câncer nos ovários, piometra). Para os machos, as vantagens são em geral comportamentais. Veja os resultados:

Fugir – 94% dos casos foram resolvidos, 47% rapidamente.

Montar – 67% dos casos foram resolvidos, 50% deles rapidamente.

Demarcar território – 50% dos casos foram resolvidos, 60% deles rapidamente.

Agredir outros machos – 63% dos casos foram resolvidos, 60% deles rapidamente.

 

Quando castrar?

A castração deve ser realizada em qualquer período da vida do animal. Em relação ao custo da castração, a cirurgia em filhotes é menos onerosa do que em adultos, pois consome menores quantidades de anestésicos e materiais em geral.

Outra vantagem em se castrar filhotes é fazer com que após a adoção não exista o risco destes animais se reproduzirem e agravarem o problema da superpopulação, pois, a maioria dos proprietários não está consciente do problema e deixa seus animais se reproduzirem sem critérios. Quando se trata da fêmea o quadro é ainda pior. Muitas vezes o que vemos são os donos matarem os filhotes assim que nascem ou jogá-los na rua para que morram ou sejam adotados, e quando eles sobrevivem acabam se tornando cães vadios, sem dono, passando fome nas ruas e transmitindo doenças para outros animais e mesmo para as pessoas.

 

Responsabilidade social

Seu animal de estimação não tem escolha, segue apenas o instinto. É dever daquele que detém sua guarda responsável intervir e prevenir nascimentos indesejados, agindo da maneira mais correta, evitando partos indesejados, além de ajudar a combater a superpopulação de cães nas ruas. O animal será beneficiado e não subtraído de algo. Se cada um fizer a sua parte podemos controlar este problema social.

importância da esterilização de animais domésticos

Fonte:
http://www.tudosobrecachorros.com.br/2010/09/castrar-ou-nao-castrar.html
http://amigodepatas.vet.br/dicas/castraroun.htm

 

Cães e gatos para adoção

Deixa que eles te escolhem.
mais animais para adoção

Blog

Fique ligado em novidades, eventos e diversas curiosidades sobre o mundo animal.
ver mais no blog

Cadastre-se

Receba novidades sobre a rockbicho.org

Thank you! Your submission has been received!

Oops! Something went wrong while submitting the form :(

Rockbicho nas redes sociais

Ajude-nos a divulgar a nossa causa

Parceiros

Conheça alguns parceiros da nossa causa. Faça parte você também!
logo-98fm
logo-agenciasurf
logo-loboalfa
logo-verdelimao
marca-hvu24h
logo-netscanner
logo-juju
logo-animalle
Sem Título-1
Logo CastraPet BH